12/12/2011

A crise está aí à porta, o que vão fazer?


Pois é, a crise tem sido o grande tema da actualidade, mas eu para ser diferente não falo dela aqui para estes lados! Aliás, acho que a forma como encaramos a crise diz-nos como a vamos conseguir (ou não) ultrapassar, e por isso mesmo este será um blog onde a crise não entra, precisamos de pensamento positivo! 
Mas por estarmos em tempo de Natal, este é sem duvida um tema que fica subjacente a qualquer coisa que tenha a ver com ele. E por isso mesmo, eu tenho uma grande pergunta para vos fazer:
O que vai mudar para vocês no Natal deste ano por causa da crise?
Posso-vos dizer, no que me toca a mim, não fiz lista nenhuma de presentes. Preciso de umas botas e foi isso que pedi, mais nada. As Cubanas que quero comprar será com o meu dinheiro e considero um investimento. 
E não posso ser hipócrita, claro que o Natal para mim tem sempre aquelas ideia de prendinhas por detrás do clima familiar e festivo. Não posso dizer que não, porque é algo que a sociedade em geral foi habituada. Mas sabem, isto da crise cortar subsídios a torto e a direito e de impedir de termos nos próximos dois anos o típico Natal não me está a chatear grande coisa. Ok, grande lata pensam vocês, ela só diz isto porque não trabalha, porque os cortes não são sofridos na primeira pessoa. É claro que me custa, não ter esse dinheirinho extra cá em casa que servia para despesas especiais, mas em termos de utilizar o dinheiro para prendas de Natal, digo-vos passo bem sem eles. Acho que vai ser um modo de finalmente todos nós darmos valor ao significado do Natal. Vamos dar valor à família, aos momentos passados com ela à volta da lareira a contar historias e a comer o bolinho da avó. Vamos dar valor à comida que vamos ter sobre a mesa e sobretudo ao facto de termos saúde. Sim porque isto parece conversa de velha mas é o fundamental. E por isso quando a minha mãe me diz para aproveitar este ano porque para o próximo a coisa vai ser bem diferente eu penso: Para o ano é que vou finalmente aproveitar o Natal como deve ser! Dar valor ao que realmente importa! E realmente não estou nada preocupada com a possível perspectiva de o sapatinho estar vazio...
E vocês minha gentxi como encaram os tempos que aí vêm?

18 comentários:

  1. É viver um dia de cada vez...poupar como sempre e o resto logo se vê :)

    ResponderEliminar
  2. Comprar só coisas necessarias *cof*cof* tentar pelo menos :P

    ResponderEliminar
  3. No meu blogue tb não entra, era só o que faltava. Já bem basta ter levar com os bombardeamos constantes nos noticiários e afins.
    Eu sempre fui muito poupadinha, acho que nem dá para ser mais, só se deixar de viver. Talvez até corte um bocado em compras, e não vá para fora no próximo ano, mas hão de continuar a existir fotografias das minhas escapadelas de fim de semana. Uma coisa é certa: só gasto o que tenho.

    ResponderEliminar
  4. Sinceramente é complicado este tema...e por mais que queiramos evitar é a realidade...Eu falo por mim.
    Sinto que ando cada vez mais esganada não só por mim, pelos meus pais , pela minha irmã, pela minha pequena família...A coisa não está fácil cá por casa...Felizmente a coisa tem-se aguentado mas digo e repito não está fácil. O meu pai é patrão de duas pequeníssimas empresas em que uma delas está totalmente parada e a outra vai-se indo e vai-se vendo... Está em constante depressão porque não sabe como vai ser o futuro, porque se um dia o segundo negócio para não sabe como sustentar a família, não sabe como pagar aos empregados...Temo para mim que vida de Patrão já foi mais fácil...hoje em dia sai de casa às 8:00 só chega às 20:00 quando chega...nem almoça com a família. Isto tanto é um sufoco para ele como para nós, que aguentamos com o dia -a -dia dele. E como se não bastasse para torturar ainda mais o "preto" (como se costuma intitular) os transportes vão deixar de ter descontos de estudante...as propinas estão à parte e nós de pé atados. Que fazer? Pois ... eu também gostava de ignorar a crise a sério que sim... o problema é que ela já está totalmente a bater à porta e se não abrimos daqui a pouco arrebenta com tudo e cai-nos o mundo em cima...
    Eu queria ter um Natal feliz...
    Digamos que não é infeliz simplesmente é normal como qualquer outro dia...a crise tira-nos (a ele) a alegria de viver o dia especial...a crise leva-nos os nossos entes queridos...sinto falta dos tempos em que ainda tinha uma casinha pequena mas rodeada de alegria...agora aqueles que a alegravam...parece que já não existem ...
    Não há motivação, não há alegria, não há VIDA!
    Isto deixa-me triste mas espero que ainda assim o Natal seja especial na companhia dos que amo *

    ResponderEliminar
  5. olha não vai mudar muito.
    sempre achei que o natal não tem a ver com as prendas mas sim com o facto de podermos estar perto daqueles que durante o ano pouco vemos.
    dão-se mimos às crianças e pequenas lembranças aos amigos e família. não há necessidade de se esbanjar dinheiro só porque é natal.
    houvesse mais gente a pensar assim e talvez o conceito natalício fosse visto na sua mais pura essência, e não na do consumismo exacerbado.

    ResponderEliminar
  6. natal, que bom! ^^ mas é verdade, a crise não ajuda :c
    em relação a isso, eu agora mando vir as coisas de fora, sai-me mais barato com shipping e tudo!

    Beijinho * Monstros no Armário

    ResponderEliminar
  7. Já recebi o teu postal, obrigada:)
    Visita o meu blog deixei-te um agradecimento público:)**

    ResponderEliminar
  8. O que vai mudar é que não vão haver prendinhas...

    ResponderEliminar
  9. Este ano decidimos não haver prendas. Não há dinheiro, não há vícios. Aliás, este ano ainda vai havendo algum dinheiro, mas não sabemos como vão ser os próximos tempos. Haja saúde, que é o importante :)

    ResponderEliminar
  10. também não pedi nada!

    Quero um telemóvel mas estou a juntar dinheiro para ser eu própria a comprar!

    Adoro chocolates por isso fico igualmente grata para quem mos der! ihihih

    A minha lista para os outros é igualmente curta mas com carinho!


    http://paginaaolado.blogspot.com

    ResponderEliminar
  11. Eu adoro a época em si, mas concordo contigo acho que devemos aproveitar cada momento com a família, é o melhor que temos :)

    E quanto as prendinhas, essas vamos tendo durante todo o ano =P

    Beijito*

    ResponderEliminar
  12. No meu caso, não acho que vai mudar muito, pois nunca tivemos grandes presentes, de todo! O que não pode faltar é mesmo a ceia em família e penso que este ano isso ainda está garantido...e enquanto der, faz-se um esforço por manter uma mesa farta, onde toda a família contribui com alguma coisa :)

    ResponderEliminar
  13. Com serenidade como diria o seleccionador nacional , que mais se pode esperar?
    kis .=)

    ResponderEliminar
  14. Não vou ligar mt à crise deste ano! Como sempre dei presentes baratinhos este ano vou fazer o mesmo!

    A verdade é que os presentes que tenho dado são sempre coisas necessárias para os meus! A única coisa em que me vou esticar um bocadinho é numa TV para a minha mãe pk a dela avariou!

    Bj
    http://alwaysbeautiful-by-carlacunha.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  15. Pois, a mim a crise vai me afectar bastante em meados do próximo ano, e embora tenha pensamento positivo, com prespectivas tão más a tendência é para desanimar .

    ResponderEliminar
  16. Eu não dou valor algum ao natal nem às prendas de natal. Não ligo, tal como não ligo à religião, por isso é-me completamente indiferente.
    Agora, estar com a família é óbvio que é algo que adoro e não troco por nada, mas isso já acontece todos os domingos ao almoço, por isso, natal ou não, reúno-me sempre com a família, prendas é tão secundário que não me faz diferença, e a crise é só uma desculpa que o país tem para se justificar de tudo e se queixar da vida.

    ResponderEliminar