31/03/2012

Dicas para sobreviver ao processo de fazer uma tese #2


Não me esqueci desta rubrica não! Vá ok, se calhar até me esqueci dela durante uns tempos, mas agora vou tentar actualiza-la o mais possível. Mas para o que venho falar hoje, o título mais acertado devia ser "Dicas para sobreviver a um estágio", mas este também serve! Então a dica de hoje é: 

Se o responsável por vocês no local de trabalho, vos perguntar se querem conhecer as pessoas desse mesmo local/departamento digam logo que SIMMM!

Mesmo havendo aquela vergonha e constrangimento por depois não nos lembrar-mos rigorosamente de nome nenhum, peçam sempre para conhecer toda a gente que vos rodeia, mesmo que não vão trabalhar directamente com eles.
Isto porque eu disse que não era necessário quando a minha orientadora o sugeriu e bem me lixei.
Ora vou vos dar dois exemplos de como a coisa pode correr mal se não conhecerem (pelo menos as caras) das pessoas que vão conviver convosco todos os dias (nem que seja nos corredores):

Situação 1:
Uma semana depois de estar a estagiar, regressou ao trabalho a porteira/secretária que tinha estado de férias. Ora a senhora, obviamente não nos conhecia, e quando certo dia nos vê sair para o almoço, fala connosco da maneira mais rude que arranjou para perguntar quem éramos nós. Eu expliquei-lhe a situação e ela não ficou muito convencia, não nos tratando da melhor forma nos dias seguintes, como se nós tivéssemos culpa de ela não saber que vinham estagiárias para ali...
Ora passado uns tempos, a senhora já era toda sorrisinhos para nós, e claro como pessoas bem educadas que somos, dizíamos (e dizemos) sempre bom dia, boa tarde, tentando esquecer a primeira abordagem dela.
Só que na maior parte dos dias ela estava acompanhada, e eu na minha inocência continuava a dar-lhe os bons dias apesar de não obter resposta nem um olhar da dita senhora...
Um belo dia, eu e a minha colega vamos a entrar, eu digo o habitual "bom dia", ao qual não obtenho resposta (a minha colega não se dá ao trabalho de dar os bons dias) e entramos no nosso gabinete. Pois segundo consta, assim que viramos costas a senhora elogiou a não simpatia da minha colega, chamando-a mal humorada, carrancuda (algo do género não me lembro das palavras exactas que nos chegaram aos ouvidos) e de como nunca se dava ao trabalho de a cumprimentar....
É que eu nem tenho palavras para descrever este comportamento...se a senhora não estivesse sempre de conversa, certamente iria ouvir os nossos bons dias

Situação 2:
Tenho a certa impressão que sou vista como a pessoa mais antipática do mundo no meu local de trabalho. Como não conheci ninguém daquele departamento, sempre que passo nos corredores nunca sei se diga algo ou não. Na maior parte das vezes expresso um sorriso tímido em espera de resposta, que raramente obtenho. Outras vezes há pessoas simpáticas que me dão os bons dias, eu retribuo, mas tenho a certeza que se essa pessoa passar novamente por mim já não me lembro da sua cara e volto a não dizer nada...
Por vezes ouço as pessoas a falarem quando passo: "Ai mas quem é esta?", "É a estagiária..", sinto-me um bocado deslocada, porque as pessoas não percebem o que estou ali a fazer...teria sido muito mais fácil se nos tivessem apresentado sem duvida...

Por isso para toda a gente que irá passar por um estágio, o meu conselho é mesmo este...Sejam apresentados, eu sei que é complicado, o primeiro dia é duro, estamos nervosos e a última coisa que queremos é sermos apresentados a 138532 pessoas, mas vão ver que vale a pena, vão se sentir muito mais integrados...

16 comentários:

  1. Sim, convém ser apresentada sempre. E convém ser simpática e confiante...ou parecer simpática e confiante :p

    ResponderEliminar
  2. Nunca sabemos o que pode vir das pessoas que conhecemos...nunca devemos dizer não a isso, é verdade!
    xx
    www.thatbananas.blogspot.com

    ResponderEliminar
  3. Realmente, essas situações são muito constrangedoras. Podiam ter-vos apresentado todos para poderem saber como actuar quando os vissem. No meu estágio não conheci toda a gente no 1º dia, mas fui conhecendo aos poucos e ainda bem.

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  4. Concordo plenamente contigo!!! Tive dois estágios, ambos foram difíceis e complicados, mas felizmente sobrevivi com óptimas notas!

    Acho que o que escreves-te é uma dica bastante preciosa! =D

    Bijinho

    ResponderEliminar
  5. Tenho um TAG para ti lá no meu blog :) passa lá!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Achei interessante este teu post.
    Nunca passei por um estágio (embora um dia vá passar quando tirar o curso que quero),e digo-te,vai ser muito difícil para mim seguir este passo,porque sou extremamente tímida e um pouco anti-social.
    Mas se tiver de ser,que seja :)
    E já agora,adoro que faças estes post e ajudes as pessoas a sair-se melhor! :)

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  7. Gostei muito do seu post.
    Fiz vários estágios na vida
    o mais complexo foi em hospital.
    Estou conhecendo seu blog hoje e seguindo você.
    Lindo Domingo beijos.
    Evanir.

    ResponderEliminar
  8. Gosto muito do post, nunca fiz nenhum estágio, também nesta idade é um bocado estranho o único tipo de experiência de trabalho que tive foi tomar conta de umas crianças na organização chamada cáritas e adorei ! :b

    ResponderEliminar
  9. Muito informativo. Para além da naturalidade o profissionalismo é essencial. Com a experiência vai-se tornando mais fácil, mas temos de aprender com os erros, nossos e dos outros. Beijo e tudo de bom.

    ResponderEliminar
  10. Vou tentar não me esquecer dessa dica, pareceu-me bastante importante! É sempre bom ouvir umas dicas :)

    ResponderEliminar
  11. Pretty, tu sê sempre simpática, grita um bom dia, sorri muito. Se os outros são mal encarados, problema deles.

    ResponderEliminar
  12. Vivendo e aprendendo...no meu primeiro dia no colégio apresentaram-me logo a toda a gente...isto de ser estagiária e ainda por cima portuguesa num colégio espanhol foi logo motivo de falatório...toda a gente vem falar comigo, tentar dizer algumas palavras em portugues..e até há um professor no colégio que cada vez que passa por mim me chama Carminho (deve ser a única cantora portuguesa que conhece)...E também tenho por lá uma funcionária assim...uns dias muito simpática..outros dias nem responde ao bom-dia! Vai-se lá perceber algumas pessoas! beijinho*

    ResponderEliminar
  13. Ser apresentada é fundamental. Podes não te lembrar depois de toda a gente, mas eles pelo menos lembram-se de ti e evitam-se situações desconfortáveis :) Boa dica!

    ResponderEliminar
  14. eu por acaso quando estagiei achavam-me bastante simpática e depois de uns tempos já falavam comigo como se fosse uma deles (na altura os trabalhadores de lá falavam muito da vida pessoal deles, talvez de mais). Eu não me tive que apresentar a ninguém porque o meu orientador de facto apresentou-me um a um e tive que cumprimenta-los com dois beijos. E seguiu-se assim os 3 meses... até os clientes tinha que dar dois beijos sem trabalhar com eles. Até gostei de lá estar, eram bastante informais de certo modo o que me fazia sentir integrada enquanto fazia trabalhos...

    ResponderEliminar
  15. Tens toda a razão, isso é realmente muito importante, nem que nunca mais fales com as pessoas, ao menos ficam a saber que existes e quem és.

    ResponderEliminar