19/04/2012

Cunhas


Sei que o assunto Cunhas dá pano para mangas! No outro dia em conversa com a minha colega, falávamos sobre este tema, e chegamos à conclusão que a nossa opinião era muito idêntica. Tenho a dizer que não tenho (quase) nada contra cunhas, e que se forem para o meu lado ainda melhor. Passo a explicar:
Eu entendo por cunha, ter uma certa facilidade de conseguir alguma coisa (neste caso um emprego) por conhecer determinada pessoa que nos dá uma mãozinha
Infelizmente nos dias que correm, as coisas não estão nada fáceis, e se tivermos aquela ajuda extra, porque não aproveitar?
Claro que há situações que não acho piadinha nenhuma! Os tão conhecidos concursos públicos por exemplo, em que o vencedor já está mais que conhecido, mas mesmo assim os fazem só para demonstrar a legalidade do processo. Acho isso injusto, como sabem que os outros candidatos não têm mais valor?
Mas por exemplo no meu caso, que claramente tive uma cunha (e das boas) para conseguir este estágio, não vejo problema nenhum com isso, e não me custa nada admitir, sim tive uma cunha! Sei o meu valor, sei que sou a melhor aluna da minha turma, sou aplicada e gosto de trabalhar, por isso sei que merecia este estágio! Se tinha ajuda para o conseguir mais depressa e sem tantas formalidades então porque não aproveitar?
Quando uma pessoa não tem vocação ou interesse, acho muito feio darem-lhe um posto de trabalho só porque é filho, neto ou primo de X pessoa. Mas quando se fala de uma pessoa que tem perfil para tal função, só está é com dificuldade de arranjar um sítio onde trabalhar (muitas vezes nem é por sua culpa) porque não aproveitar quando consegue ter esta ajuda extra? Desde que não se passe por cima de ninguém não vejo problema!

E vocês o que acham sobre este assunto? Já alguma vez tiveram uma cunha?

32 comentários:

  1. Acho que estás a ver a coisa um bocado só para o teu lado. Pegando na comparação que fizeste com os concursos públicos em que te perguntas senão haverá outro concorrente mais capaz do que o que ganha (com cunha), o mesmo devias perguntar em relação a ti. Apesar de saberes que és capaz, de seres a melhor aluna da tua turma e tudo e tudo, não sabes senão haverá uma pessoa ainda melhor que tu que também gostaria de ter esse cargo.
    Independentemente da pessoa ter capacidades ou não, uma cunha é sempre uma cunha, e eu acho mal.
    No entanto, em tempo de guerra não se limpam armas, e neste momento é o salve-se quem puder.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quel*, eu percebo o que estás a dizer mas em tempo de crise é o salve-se quem puder! E por pior que possa parecer, quem tem uma cunha neste momento, tem uma sorte do caraças!
      No meu caso é diferente. O meu estágio é não remunerado. Eles supostamente não precisam de ninguém, nós é que temos de nos propor. Ora tenho colegas meus, que sem essas ditas cunhas viram-se e desejaram-se primeiro que o processo andasse! Já eu com cunha, tenho estágio assegurado desde Junho passado. Não estou a tirar lugar a ninguem, aliás tanto não estou que tenho comigo outra colega...e sinceramente acho que a cunha só me deu jeito e não passei por cima de ninguém :)

      Eliminar
  2. Concordo plenamente... uma cunha serve para arranjar o trabalho e não para o manter minha linda... para o manter é preciso valor, capacidade, e ser boa profissional.... E quando ajudamos alguém assim, devemos ter isso em conta se essa pessoa vai ou não se capaz de desempenhar o papel que lhe compete.... se não vai, temos pena e não deviam ocupar um lugar ou emprego só porque é filho, sobrinho ou coisa do género de alguém importante....

    ResponderEliminar
  3. ahahhaha!!! Então não é que só depois de ler o teu comentário é que vi que não tinha posto foto das chaves?! xD (é que assim que chego a casa deixo-as perto da porta para nunca me esquecer, logo não estavam na mala!xD)


    Eu concordo com a tua visão se a pessoa ficar assegurada de uma oportunidade. A verdade é que cada vez mais a rede de contactos é o que pode salvar uma pessoa mas só se esta tiver mesmo mérito ou a cunha ter sido usada para ficar ao mesmo nível dos outros candidatos. P/exemplo, às vezes os CVs que mando para as empresas nem chegam lá, ficam perdidos ou chegam após um numero X que lees já não olham ou tenho uma pequena lacuna que os faz por logo o CV de lado; se tiver alguém que ajude a que o meu CV nao seja posto de lado e eu tenha pelo menos a oportunidade de me ir apresentar e apresentar o que sou capaz de fazer, sim concordo com cunhas, mas o resto tem de ser mérito.


    ****sara, chips-ina-fishbowl.blogspot.com


    ps: ya, ganhei!xD da salsa, para além de não ter de as pagar (o que ja foi um enorme bonus!) ficam-me lindamente e não tive de fazer basicamente nada (eu q odeio comprar calças então, foi um sonho!xD)

    ResponderEliminar
  4. Eu concordo contigo. Se a pessoa for a ideal para o cargo óptimo, mas se não for não lhe devem dar o emprego. Dão a quem merece. Mas raramente é assim.

    ResponderEliminar
  5. Minha querida, a minha vida tem sido uma cunha pegada! loooool Aliás, para quê estarmos com falsidades. Quem NUNCA aceitaria uma cunha que ponha o dedo no ar. Quem NUNCA ajudaria um familiar/amigo a arranjar emprego ponha o dedo no ar. Vamos ser francos, todos somos abertos a cunhas.
    Obviamente, é dada caso a pessoa tenha capacidade, até porque damos a cara pela pessoa. E hoje, é sete cães a um osso. Sortudo de quem tem cunha!
    Beijocas *.*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa boa Guiga :D Há muita gente que fala mal das cunhas, mas a verdade é que nunca vi ninguem não aceitar uma =P

      Eliminar
  6. Eu concordo contigo!
    E acho que nunca tive uma cunha... :)

    ResponderEliminar
  7. Sim, a pesares 50 kg deves ter umas pernas enormes :c

    ResponderEliminar
  8. Penso exactamente como tu. Nunca tive uma cunha, mas ando a tratar disso. :) Sem qualquer problema em admitir.

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  9. Sou contra as cunhas. Nunca tive nenhuma e custou-me muito ver pessoas que têm menos capacidades que eu ficarem com certos empregos por causa do facto C. Infelizmente nos dias de hoje é o salve-se quem puder:/
    Beijos

    ResponderEliminar
  10. Concordo com a Guida, eu vim para o meu local de trabalho porque era amiga da irmã da senhora que cá estava.. Ela comentou com a irmã que precisava de alguém para a substituir e assim e assado, e a outra falou em mim! Tive sorte, há pois tive! Mas se cá estou há 3 anos é porque tenho dado o litro!

    ResponderEliminar
  11. Pois essa história das cunhas a mim irrita-me bastante. Fiz três concursos públicos para três câmaras Municipais e nos três quem ficou foi a cunha, e nem se davam ao trabalho de disfarçar durate as provas que já conheciam a pessoa em questão e que seria ela a selecionada . Agora coloca-te nos meus sapatos e diz lá se não é injusto ?
    No teu caso um estágio não remunerado acho que não se aplica muito. Pois se tens as competências pretendidas. Mas a questão é que no nosso pai´s muitas vezes vão para os melhores cargos pessoas incompetentes porque pura e simplesmente são filhos ou sobrinhos ou afilhados de... e não devia ser assim . É tudo uma questão de ética e honestidade. Que infelizmente não existe. E esta política do salve-se quem puder a mim não me agrada.

    ResponderEliminar
  12. Hoje em dia o factor C é TUDO. Desculpem e critiquem-me mas eu não tenho nada contra. Qualquer um de nós se tivesse uma,aproveitava! Acho que fizeste optimamente :)

    http://maniac4moda.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  13. é,por um lado é pena ser assim,mas hoje em dia já quase não se faz nada sem elas. e claro que por vezes alguém inferior a outra pessoa pode passar a frente por ter uma, eu realmente não acho mal desde que seja justamente claro, eu cada vez vejo mais disto na minha área. e talvez seja quase a única forma de ter algum trabalho...
    bjinho

    ResponderEliminar
  14. O problema é que hj em dia para conseguires mostrar o teu valor tens que ter uma...então, não nesta situação não tenho nada contra...agora qd a pessoa se esta completamente a marimbar e é super incompetente já é outra história...=D
    bj*

    ResponderEliminar
  15. infelizmente nunca tive ... :S Concordo que não devemos deperdiçar oportunidades mas acaba por ser injusto. já concorri a tantos concursos públicos para nada, as "vagas" já estavam mais que preenchidas. mas quem entre por cunha e demonstre mérito ainda se escapa, apenas teve mais sorte que os demais.
    se por um lado é injusto por outro também era um desperdicio de oportunidades.

    Bjokas

    ResponderEliminar
  16. Eu concordo exactamente contigo.. é sempre bom termos uma ajuda assim extra. EU nunca tive, mas não me importava nada de ter, aliás era bom sinal.
    Acho que é mesmo como tu dizes, se tens perfil para essa função, não houve mal nenhum essa ajudinha ;)

    ResponderEliminar
  17. Todas as ajudas são bem-vindas, mas sem pisar ninguém.

    ResponderEliminar
  18. Por norma só não gostam da cunha se não a conseguirem... eu ainda não recebi nenhuma... mas no futuro se tiver à rasca..ela é bem-vinda...

    ResponderEliminar
  19. Concordo com o que dizes... Eu acho que ninguém iria recusar uma ajuda, não é? O problema mesmo é quando se passa por cima de outras pessoas. Isso sim, não considero correcto :)*

    ResponderEliminar
  20. Nunca tive uma cunha e sempre fui contra as cunhas. Hoje em dia sou totalmente a favor de todas as cunhas e mais algumas, dada a crise, temos mesmo de agarrar o que vier e aceitar o que nos derem.

    ResponderEliminar
  21. Difícil nem sempre é entrar para um determinado sítio/posto/posição...
    Mas sim ser suficientemente bom para o conseguir manter em condições!


    :)

    ResponderEliminar
  22. ahaha, eu comecei a ler este post a pensar que falavas de sapatos de cunha, LOOL!

    adiante: identifiquei-me contigo na parte em que disseste "Sei o meu valor, sei que sou a melhor aluna da minha turma, sou aplicada e gosto de trabalhar, por isso sei que merecia este estágio! Se tinha ajuda para o conseguir mais depressa e sem tantas formalidades então porque não aproveitar?" porque há dois anos aconteceu-me a mesma coisa e eu também era a melhor aluna da turma (o que, como deves perceber bem, implicava um certo clima de inveja por parte de outras colegas menos bem sucedidas)

    eu estava no curso profissional de turismo e no 2º ano temos 1 mês de estágio e eu queria ir para um sítio que estava também a ser cobiçado por 3 colegas minhas de turma. era necessário procedermos a uma "entrevista de estágio" de forma a aceitarem-nos ou não. Nisto o meu pai, que já tinha anteriormente entrado em contacto com essa empresa, para uma coisa tão simples como pedir uma autorização para um passeio de bicicleta, organizado por ele, poder passar pelos jardins deles, decidiu adiantar-se e contactar o responsável da empresa de forma a informa-lo de que eu estava interessada em estagiar lá e se ele me podia fazer a entrevista de candidatura. Eu informei a coordenadora do curso desse procedimento, ela disse que não via mal nenhum aquilo, então eu fiz a entrevista e correu tudo bem (mas ainda não sabia o resultado).
    No dia seguinte chego à aula e há um ambiente muito tenso, então uma das minhas colegas quebra o gelo e atira-me à cara que eu tinha metido uma cunha para ficar com o estágio, porque "o meu tio" estava nessa empresa, que elas também conheciam lá não-sei-quem e podiam ter feito o mesmo. QUE LOL! quer dizer, eu não conhecia o homem de lado nenhum, ele não era nem amigo nem familiar meu nem do meu pai, mas elas criaram logo o boato todo! A sério, foi uma situação insólita, só porque eu me adiantei e fui fazer a entrevista primeiro que elas, ainda para mais com a aprovação da professora! Enfim, neste caso eu não considero que tenha sido cunha, chamo-lhe apenas lutar pelo meu objectivo.

    ResponderEliminar
  23. Gostei do post e da tua sinceridade!
    Criticamos as cunhas dos outros, mas coitado de quem não tem cunhas num país de trampa como este!!

    ResponderEliminar
  24. Acho que as cunhas hoje em dia são bastante importantes. Com as dificuldades existentes em arranjar emprego,qualquer ajuda é bem-vinda! Se me dessem uma mãozinha para um emprego,não recusaria. Consigo compreender o teu ponto de vista. Infelizmente, na maioria dos casos as cunhas são para pessoas que não têm jeito nenhum para o cargo em questão. Enquanto grandes profissionais ficam de fora.
    O que importa é provar que a cunha valeu a pena. O que importa é mostrar o nosso valor.
    Tenho a dizer que concordo plenamente com o comentário da "Green"

    ResponderEliminar
  25. Concordo plenamente com o que escreveste até porque se realmente a pessoa não for profissional e aplicada não há cunha que lhe valha. Beijinhos

    ResponderEliminar
  26. Nos tempos que correm acho que devemos agarras as cunhas que tivermos :)

    ResponderEliminar
  27. Concordo contigo, mas o problema é que continuam a dar postos de trabalho a muita gente que é neta e filha e prima e sobrinha daquele, mesmo não tendo qualquer aptidão. E é por isso que trabalho com uma deficiente mental com a maior cunha de sempre e que não consegue desempenhar quase nenhuma tarefa. Chegam ao ponto de lhe restringirem certos trabalhos porque ela simplesmente não as consegue fazer. Enfim.

    ResponderEliminar