24/07/2012

E agora?


Agora que o incêndio que se deu em Tavira/São Brás está finalmente extinto (com uns reacendimentos aqui e ali) começam a vir algumas coisas ao de cima. 
Eu bem que tinha estranhado que com 1000 bombeiros o fogo continuava e continuava e lá iam casas, carros e animais pelo meio, mas pronto uma pessoa não pode ser logo má língua. Parece que afinal eu tinha motivos para ficar desconfiada...Então o senhor comandante veio num destes dias pedir desculpa e admitir que o seu plano tinha falhado, no dia a seguir já não era nada disso e fez o que pode! O que é certo é que, pelo que se sabe, houve bombeiros a não cumprir ordens para poder salvar pessoas que não tinham por lá ninguém! Também se sabe que o presidente da Câmara de São Brás teve de se deslocar a Tavira, onde o comandante, ministro da administração interna e outro pessoal estavam num posto de comando improvisado (com arzinho condicionado e tudo a que tinha direito), perguntar porque raio não havia bombeiros no concelho vizinho que ardia descontroladamente? Enquanto não chegava ajuda foram ardendo sobreiros, abelhas, porcos, cabras, pomares, casas...enfim a subsistência de um povo envelhecido que vive agora à base de 300€ por mês.
Dizem também agora que tudo começou com uma faísca, durante os trabalhos de construção do parque eólico perto de Cachopo. Dizem que desde o começo do incêndio até chegarem os bombeiros foram 2 horas. Eu sinceramente não compreendo como levam os bombeiros tanto tempo a chegar...E já agora, como uma faísca consegue arder 50.000 hectares durante 5 dias sem ninguém  conseguir parar? 1000 homens não chegam? Algo se passa certo? Já se sabe que pessoal suficiente havia, mas e a sua coordenação?
Que fique claro que eu aprecio muitissimo o trabalho dos bombeiros, foram os salvadores de muita coisa, de muita gente...Muito fizeram eles, mas tem de se apurar responsáveis certo? Quem é esse tal comandante que comente erros e deixa a culpa pró vizinho do lado?
Porque no meio disto tudo muita gente perdeu o sustento, o alojamento e tudo o que tinha, e agora como vai ser? O senhor comandante vai chegar ao fim do dia a casa, sentar-se à mesa e comer um belo jantar, e esta gente vai estar no meio de cinzas sem absolutamente NADA! Vergonhoso...
E já agora, estão à espera de que para decretar estado de calamidade pública?

24 comentários:

  1. Pensei deixar o post em branco, mas optei por escrever, mesmo sendo só para manifestar a minha falta de palavras para 'isto'

    e vejo o povo tão pacato perante tamanha(s) irresponsabilidades. Enfim...

    ResponderEliminar
  2. Eu tenho dito... é inacreditável. Se falamos é porque não damos valor aos bombeiros se não falamos fico tudo em águas de bacalhau. Mas a verdade é que os incêndios aconteceram e se perderam o controlo da situação a culpa só é de alguém. Enfim... tenho pena é desses que ficam rodeados de cinzas e daqueles que ficaram lá... nas cinzas...

    ResponderEliminar
  3. Podes crer, é de ficarmos mesmo revoltados. Não é mal-dizer os bombeiros, porque fizeram o trabalho como podiam, mas apurar responsabilidades. Se não foi acidente ambiental, alguém tem de pagar pela miséria em que vão ficar milhares de pessoas.
    Uma tristeza.

    ResponderEliminar
  4. É triste quando estas coisas acontecem. Não há nada a dizer senão lamentar :(.

    ResponderEliminar
  5. Há tanta coisa por explicar e por punir neste rectângulo à beira mar plantado!

    ResponderEliminar
  6. muito triste é saber que por detrás disto tudo ha sempre interesses.
    Quando nos sabemos que pessoas perderam tudo para alguns lucrarem.... enfim!!!

    ResponderEliminar
  7. Cheira-me a algum tipo de interesse económico. Pra não variar, como sempre acontece por terras de Camões, a culpa morre solteira.
    bjs

    ResponderEliminar
  8. =/ e o pêgo do Inferno que ficou arrasado =( Como sempre ninguém vai ser culpado e agora é esperar que nasça e cresça tudo outra vez.

    ResponderEliminar
  9. estes homens são tão corajosos !!

    ResponderEliminar
  10. Acho vergonhosas todas essas situações quer no Algrave quer na Madeira. No Algrave não foi por falta de meios mas falta de responsabilidade de quem está ao comando das operações, impressionante como agora ninguém é considerado culpado e fica tudo na mesma, como se não houvesse pessoas que ficaram sem nada, nem animais e comida nem onde morrar. Como sempre a culpa morre solteira e quem sofre é quem já nada têm. Uma vergonha.

    ResponderEliminar
  11. Sou sincera, estava alheia a esta situação...é raríssimo ver televisão e não leio jornais...Estou desolada :/

    ResponderEliminar
  12. acho que para alem de outros problemas acho que o maior aqui são as burocracias que não só os bombeiros como outras entidades tem que proceder para conseguirem fazer o trabalho deles.
    É realmente lamentável.
    Bjs*

    ResponderEliminar
  13. Espero mesmo que se apurem as devidas responsabilidades :(

    Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  14. É triste, sem a organização correcta os trabalhos ficam mil vezes mais difíceis.

    ResponderEliminar
  15. a incareditável a forma como o excesso de zelo estatal pode dar nisto. se dessem mais autonomia aos bombeiros e diminuíssem as burocracias isto corria tudo muito melhor. mas não, temos qe legislar tudo, tem qe estar tudo escrito e mais do qe definido, os passinhos todos, e depois acabamos com bombeiros nos quartéis à espera de ordens e casas a arder... enfim, big government = big problems!

    ResponderEliminar
  16. Poxa... Como é que ainda existe gente assim... Vergonhoso mesmo...

    ResponderEliminar
  17. é uma situação terrível mesmo :(

    ResponderEliminar
  18. Sou capaz de apostar que, infelizmente, o estado de calamidade pública não vai ser decretado.

    Não sou viciada :c
    A minha mãe é que tem todos os livros dele e como eu gosto leio também xD

    ResponderEliminar
  19. Estou completamente a leste do que se tem passado em Portugal mas pelos vistos sempre coisas más, para não variar ;/ Enfim... :/

    Boa semaninha, **

    http://find-me-on-the-catwalk.blogspot.co.uk

    ResponderEliminar
  20. É um assunto complicado... Gostava de saber o que realmente se passou!

    ResponderEliminar
  21. Será mais um caso em que a culpa morre solteira...

    ResponderEliminar
  22. Este assunto dá-me arrepios..
    Nem quero imaginar o sofrimento das pessoas que perderam tudo nos incêndios =|
    E quando, afinal, o trabalho dos bombeiros é mal coordenado.......

    ResponderEliminar
  23. Da maneira que algumas pessoas estão a falar, parece que a culpa de ter havido fogo é do comandante. Há inúmeras coisas que condicionam as decisões. Porque não é o comandante que manda, conforme a sua vontade. Há protocolos para serem seguidos e certamente o senhor não fez de propósito para que ardesse mais terreno. Se fosse assim tão fácil ser bombeiro, não estaríamos a esta hora nas nossas casas. Seriamos bombeiros também. É muito fácil apontar-se o dedo quando as coisas não se passam connosco. Há muito mais por trás disso que o que se vê na televisão.
    A responsabilidade é de quem ateou o fogo, não ponham agora culpas no comandante.

    ResponderEliminar
  24. Bem... que situação. Não fazia ideia que isso tinha acontecido.

    ResponderEliminar