07/09/2012

Estratos sociais e outros que tais (até rimou)


Bom diaaa! Dia de folga hoje yeeeeees! Eu não sei se alguma vez já vos falei nisto, mas odeio enganar-me e errar em geral. Sou uma pessoa que muito facilmente se martiriza com os seus erros, e por isso desde que estou a trabalhar, muitas vezes só me apetece bater em mim própria. Por mais que o patrão me adore (agora para além de me chamarem por lá fofinha, sou a pequenina), que as colegas sejam super pacientes, eu passo-meeee da cabeça quando erro! 
Verdade seja dita que nunca fiz caixa na minha vida, e tenho aprendido muuuito nestas quase duas semanas, mas mesmo assim de vez em quando ainda faço falhas. Algumas delas faço porque nunca me explicaram como devia fazer (mesmo assim fico fula comigo por ter falhado) só que apanho sempre o chefe nestas alturas que, obviamente não sabe se me ensinaram ou não, e lá me dá na cabeça (mas suavemente digamos)...Outras é por pura distracção. Uma fila de 10 pessoas, pessoal que comprar como cavalos e eu a passar tudo, ensacar e ainda ter de criar empatia com o cliente, deixa que por vezes me esqueça de passar factura no nome X, ou descontar o cupão Y. Depois lá tenho de ir chamar um dos superiores, algo que não gosto nada...Ás vezes chego ao fim do dia a chamar-me burra e a martirizar-me por me ter esquecido de simples coisas...
Mesmo que não exista a perfeição eu quero sempre atingir o máximo possível que consiga, e fico mesmo desanimada quando as coisas não correm como eu quero...
Mas mudando de assunto, esta experiencia tem me deixado observar muita gente diferente, e chegar a algumas conclusões...
Para além de caixa tenho sempre que sugerir aos clientes que contribuam com 1 ou 2€ para uma campanha de material escolar para crianças desfavorecidas...Claro que muitas vezes custa-me pedir quando vejo pessoas a contarem os trocadinhos todos para comprar material escolar para os próprios filhos, mas com o patrão por perto tenho mesmo de o fazer. E sabem que mais? Já tive muitas surpresas...Na maior parte das vezes que peço à típica família rica, com filhos tratados por você, com nome pomposo, vestidos de marcas caras do pé ao pescoço, e as mãezinhas de gargantilha de ouro, ouço sempre algo do género "E a mim quem é que me ajuda?? Isto está muito mau queridá...". Depois peço a famílias pobres, daquelas que optam por artigos mais baratos, com 3 ou 4 filhos, e querem ajudar sem pestanejar...Muitas das vezes são eles próprios que se voluntariam...Isso mostra bem que muitas vezes aqueles que supostamente mais podem ajudar, nem são capazes de olhar para o outro, só pensam em si e na sua riqueza pessoal..Já os que pouco têm sabem e querem dividir...Quando for famosa e rica (sonha sonha) certamente não vou ser como esse tipo de gente, porque uma coisa que sempre me ensinaram foi a partilhar...E a sensação tãao boa com que ficamos depois de o fazer não é compensada por nenhum dinheiro no Mundo!

26 comentários:

  1. Eu entendo perfeitamente.. Também lido com esses problemas muitas vezes. Costuma dizer-se que as pessoas mais ricas são as piores porque são as que têm menos coração. Não quer dizer que não sejam boas pessoas, no meio de tanto defeitozinho queque há-de existir alguma qualidade, mas no que toca a valores, essas pessoas raramente têm algum :(

    ResponderEliminar
  2. Tens toda a razão. às vezes, quem mais tem é quem menos dá. Mas também há as excepções à regra, felizmente!

    ResponderEliminar
  3. Infelizmente é verdade..quem mais tem mais quer..e é raro participar em acções de solidariedade..há excepções, claro que há..mas são poucas..

    ResponderEliminar
  4. Olha querida compreendo-te bem quando te referes às tuas falhas. Também odeio errar e acima de tudo gosto de saber que fiz o que estava ao meu alcance, bem ao mal sei que melhor era impossível independentemente das minhas competências. Quando faço algo é feito e bem feito. Se no fim não for do agrado das pessoas aí sim, sei que errei no entanto sei na mesma que fiz o que pude. Relativamente a essa mentalidade do ricaço e do pobre, nunca ouviste dizer que aquele que menos tem é o que mais dá? Já me disseram tanta vez isso e já presenciei tanta coisa que acredito vivamente nessa frase. E sempre me ensinaram o mesmo, a partilhar e a nunca chorar por aquilo que é partilhado. Devemos dar de bom grado, porque um dia também podemos precisar. Beijinho grande linda*

    ResponderEliminar
  5. É quase sempre assim, quem tem menos possibilidades financeiras é quem mais contribui!

    Chama-se solidariedade!

    ResponderEliminar
  6. Mas é sempre assim! Quanto mais se tem menos se quer dividir!

    ResponderEliminar
  7. Em relação ao trabalho, é normal errar mas também é normal quereres fazer tudo bem, mas nem sem se consegue e martirizares-te por isso, só te deixa pior. Eu já trabalhei em caixa de super e sei o que é, é simples mas por vezes pode tornar-se bem difícil :)
    Em relação ao segundo ponto, infelizmente é o pão nosso de cada dia, quem mais tem pior, é a lei da natureza :(

    ResponderEliminar
  8. São pessoas pobres, apesar de todo o dinheiro que possam ter!

    ResponderEliminar
  9. Minha querida, essas famílias que aparentam ser ricas e terem muito dinheiro, na maioria das vezes são as que menos têm!!

    ResponderEliminar
  10. Essa experiência de trabalho permite mesmo reparar nestes pormenores que muitas vezes nos passam ao lado, na caixa dá para perceber que as aprências enganam e de facto quem mais ajuda é quem menos tem. É triste mas é tão verdade.

    ResponderEliminar
  11. Quando estive a fazer trabalho de caixa cheguei mesmo a ser dispensada por um erro que cometi mas que me devia ter sido explicado por eles entendes... mas lá está, os outros são maiores, nós ali praticamente que não somos nada. É vida.
    Quanto a isso, é verdade... hoje em dia está mau para tudo. Custa-me muito por vezes dar, porque em qualquer sitio que vás agora a moda é essa e bom... não andamos propriamente a nadar em dinheiro =/ se fossemos a dar a todos meu deus, o que seria.

    beijinhos pretty!!

    ResponderEliminar
  12. Já tinha essa noção... e é uma triste realidade!

    Sempre ouvi dizer dá mais quem quer, do que quem pode e é bem verdade! =S

    Beijocas

    ResponderEliminar
  13. errar é humano não te martirizes por isso.
    Quanto aos extractos sociais, os ricos sempre foram os mais forretas.
    Enfim.
    Bjs e aproveita bastante a folga =P

    ResponderEliminar
  14. Por vezes, errar é a melhor forma de aprender. Já cometer o mesmo erro várias vezes, isso sim, deixa-me profundamente irritada.

    ResponderEliminar
  15. Estás a ver a realidade de todos os dias nessas pequenas compras. O pobre quer sempre ajudar os outros e o rico só quer ser ainda mais rico. É muito triste :/

    ResponderEliminar
  16. As pessoas são mesmo assim
    Bjs e bom fim de semana ;)

    ResponderEliminar
  17. Identifiquei-me tanto com a tua "história". Espero que não de martirizes tanto, também o faço e é de certa forma, penoso.
    Quanto à tua análise referente aos postos sociais, é verdade querida, não podia concordar mais. Infelizmente é a sociedade em que vivemos. Quanto mais tens, mais queres.
    Adorei os teu blog e já estou a seguir!!

    theblonderedhead.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  18. Pois, infelizmente é mesmo assim e já tinha chegado a essa conclusão há muito mais tempo...

    Quanto ao facto de te martirizares sempre que erras, junta-te ao clube eu também sou assim :x

    Beijinhos e boa folga :)

    ResponderEliminar
  19. Pessoas que já nascem ricas quando crescem julgam-se umas coitaditas. Mais vale pobre e boa pessoa que rica e ser uma merda de pessoa.

    ResponderEliminar
  20. Queremos sempre fazer o melhor possível, mas errar é humano não te sintas mal por isso, tenta sempre corrigir e ser melhor :) Quanto às ajudas é sempre assim quem tem menos é que sente mais as coisas e ajuda mais!

    ResponderEliminar
  21. Os ricos são mesmo assim, quanto mais têm mais querem!! E não olham a meios para atingir os fins e acho que é mesmo por causa disso que são ricos!!

    ResponderEliminar
  22. Eu percebo quando dizes que ao errares ficas super chateada contigo própria...eu também sou assim! =X

    E até me irrito comigo própria pelo simples facto de que toda a gente erra, e não há razões para nos chatearmos por isso...temos que aceitar que fizemos algo menos bem e pronto :P Acontece a toda a gente...

    E sim ,já cheguei à conclusão que quem menos tem...é quem mais ajuda! Beijinhos***

    ResponderEliminar
  23. Quando estive de férias este Verão, deparei-me como uma história parecidissima com a tua. Estava um artista a desenhar ( uma perfeição mesmo ) na rua, porém era sem abrigo, e pedia ajuda ás pessoas para comer, enquanto desenhava grandes retratos da Biblia portuguesa e vi famílias ricas a darem aos 20 cêntimos ou menos, e os que pouco tinham mas admiravam o trabalho do senhor, disponham de 2 euros ou mais para ajudar o senhor. É a sociedade em que vivemos!

    Mas nao te martirizes com o trabalho, errar é humano e assim é que aprendemos e melhorámos :) boa sorte!

    Beijinho

    ResponderEliminar
  24. Infelizmente faz faltinha a muita gente ter passado um pouco de necessidade para saber dar valor...
    Espero que quando fores rica e famosa (porque não) não venhas a sofrer do mal de muita gente; memória curta e selectiva!

    ResponderEliminar