15/03/2013

4 anos de saudade!


Dia 15 de Março de 2009 calhou a um Domingo. Segunda tinha uma apresentação de um trabalho de grupo e por isso acordei cedo para esperar pelas minhas colegas para trabalharmos. De repente o telefone do meu pai toca, pouco passava das 8 da manhã - O meu avô já não se encontrava entre nós. Sofreu muito, muito mesmo! Estava internado no hospital (pela 47857372 vez nos últimos 4 anos) e já não o consegui ver durante o fim de semana. Na sexta-feira quando o vi a respiração era ofegante, mas fez-se sempre de valente, era um guerreiro o meu avô!
A minha reacção foi bem estranha...nunca tinha perdido um parente próximo, muito menos um com quem passei toda a infância...Mas no fundo no fundo o que senti foi alivio...Eu e todo o resto da família, ele tinha sofrido tanto que finalmente estava em paz!
Foi um funeral muito emotivo, e custou-me mesmo vê-lo ali deitado. A minha sorte foi o apoio que tive, de um lado a segurar-me na mão a pessoa que era mais importante na minha vida, no outro a minha melhor amiga que não excitou em aparecer! Nunca esquecerei o apoio deles naquele dia!
Hoje é recordado com muito carinho, ainda me lembro tão bem da voz dele, espero que essa nunca saia da minha cabeça! Recordo-me dele praticamente todos os dias...não acho certo só se pensar na pessoa no dia da sua morte, só o visitar no cemitério nesse dia...O cemitério deixa-me deprimida é verdade, não vou lá com muita frequência, mas mesmo sendo cliché hoje vou lá, dizer-lhe um Olá e relembrá-lhe de como gosto dele! Vou para apoiar a minha avó, vou para que ele tenha a certeza que mesmo no céu, será para sempre recordado nos nosso corações!
Tenham um bom fim-de semana =)

24 comentários:

  1. lamento muito...um grande beijinho para ti e para a tua avó :)

    ResponderEliminar
  2. Muita força para as duas. beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Lembra-te de uma coisa que aprendi nos últimos tempos... Quem nos deixa, deixa-nos apenas fisicamente, a memória continua sempre connosco e é óptimo recordar os bons momentos!
    Um grande beijinho querida!

    ResponderEliminar
  4. Ninguém morre quando estão vivos no nosso coração :) muita força e grande beijinho para as duas :)

    ResponderEliminar
  5. A ideia de perder alguém próximo assusta-me.

    ResponderEliminar
  6. Também já perdi três avós, e sei o quanto custa :( Temos de pensar que eles estão em sítios melhores ;)

    Beijinhos e tem um óptimo dia :)

    ResponderEliminar
  7. Ele há-de estar melhor, tranquilo, sem sofrer e a cuidar de ti. =) Força *

    ResponderEliminar
  8. Força =) ele deve estar com muito orgulho de ti de certeza! bom fim de semana!

    ResponderEliminar
  9. força querida*

    um beijinho,
    http://m-bymel.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  10. Muita força querida, pnsa que ele vai sempre acompanhar-te!
    Beijitos

    ResponderEliminar
  11. Custa muito, tb já passei por isso e foi horrível mas temos que pensar que estavam a sofrer e que foram para um sítio melhor! Beijinho bem grande *

    ResponderEliminar
  12. Ficam as boas memórias e isso é que é importante :)

    ResponderEliminar
  13. Força! É mesmo complicado, eu já perdi as duas avós e uma tia-avó que era como avó também! Tenho muitas saudades delas.
    Como nunca conheci um dos meus avôs, já só tenho um, e ele vive connosco, às vezes é verdade que nos tira do sério, coisas da idade! Mas sei que quando ele faltar vai doer muito!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  14. O teu avó estará sempre presente, em ti :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  15. Acredito que mesmo depois de partir as pessoas que mais amamos ficam sempre connosco, no nosso coração e nas lembranças boas de uma vida.

    bjs e um abraço virtual.

    ResponderEliminar
  16. O que nos lembra das pessoas são as boas memórias.
    Beijinho e um abraço apertado *

    ResponderEliminar
  17. Força! Nunca deixes de crer que ele está sempre presente em ti!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  18. Sem dúvida que custa muito, e mesmo que não vás ao cemitério com frequência, o importante é o que sentes, e certamente que ele sabia que gostavas muito dele.
    Beijinho.

    ResponderEliminar