29/07/2014

Aqui estou eu!


Quase um mês depois estou de volta. E com coisas para vos contar. Quando aceitei voltar para a empresa onde estive o Verão passado prometi a mim mesma que não seria explorada. Aceitei voltar porque estava desesperada por fazer alguma cosa, mas ficou dito que se passasse das marcas do aceitável, me viria embora, não ficaria para ver. As coisas estavam bem melhores quando entrei mas descambaram por completo. Se assinei um contracto que me falava em fazer assistência ao passageiro, dei por mim a fazer 1001 tarefas que não me competiam. Dei por mim a trabalhar 9 ou 10 horas por dia, sem muitas vezes ter tempo para comer ou ir ao wc. Dei por mim a sair do trabalho e ter de levar trabalho para casa. Dei por mim a sair de lá e continuar a receber telefonemas, a sentir-me preocupada com o dia que iria ter. Comecei a sentir que todos na empresa eram tratados como nada. O patrão a não querer saber dos seus funcionários a não ser para dar na cabeça para saber porque não haviam vendas? Enquanto isso nós tentávamos dar o nosso melhor para que todos fossem transportados e para que não existisse percas de dinheiro ou reclamações. Existiram dois elementos que abandonaram a empresa e a resposta dele foi muito espantado "porque é que se vão embora?". Não pôs mais ninguém dizendo "quem está mal que se mude".
Já não sinto aquela alegria por ir trabalhar, aquele sorriso na cara e sei que por vezes posso até "despachar" os clientes sem lhes dar atenção. E assim não. O dinheiro não é tudo, e não vou aceitar continuar naquele tipo de exploração, a ver desmotivação por parte de todos os outros que ali trabalham, vendo que o patrão está completamente nas tintas para o que se passa.
Decidi apresentar a minha carta de demissão e portanto amanhã será o meu último dia. Não sei se foi uma decisão impulsiva, eu acho que não. Sei que se não fosse agora não seria mais.
Assim sendo aproveito para dizer que agora terei mais tempo para este mundo, para vocês! prometo regressar dentro de dias e por este estaminé em ordem!

21 comentários:

  1. Deixares de ser explorada é uma boa decisão!

    ResponderEliminar
  2. Não me parece uma dcisão precipitada, até porque tu tinhas decido previamente que saltarias fora caso começassem a abusar, o que acabou por acontecer. Dinheiro não é mesmo tudo, e o teu bem estar é mais importante.
    Fizeste bem :)

    ResponderEliminar
  3. Tinhas estabelecido parâmetros quando entraste. apenas os cumpriste. Por isso não acho que tenha sido precipitada! Agora cabeça para cima e procurar o que te faça feliz! beijinhos**

    ResponderEliminar
  4. É triste quando no local de trabalho não dão valor aos empregados e só os exploram . Boa sorte para esta nova fase :)

    ResponderEliminar
  5. Acho que tomaste a decisão acertada.... tudo tem um limite :)

    ResponderEliminar
  6. Trabalhar é uma coisa, ser se explorada é outra completamente diferente. Alguma coisa há de surgir e devolver-te a alegria e motivação pelo trabalho :)

    ResponderEliminar
  7. o problema é que não é só aí! :/ infelizmente

    ResponderEliminar
  8. Acho que fizeste bem, espero que agora arranjes algo que te preencha e que não te explore :)

    ResponderEliminar
  9. Trabalhar assim é muito complicado e se achas que o melhor é mesmo saíres, fazes bem. Às vezes o dinheiro não é tudo a realização profissional e o facto de nos sentirmos bem é essencial também.

    É bom ver-te de novo por aqui, minha querida!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  10. Há limites. Isso assim não é trabalhar, é exploração total.
    É bom ter-te por cá!

    ResponderEliminar
  11. Claro que há limites. Se não estavas bem e se era essa a exploração, fizeste tu senão bem.

    Beijocas

    ResponderEliminar
  12. Neste momento não há ninguém que não se queixe que está a ser escravizado. A culpa não é dos empregados...

    ResponderEliminar
  13. Se te sentias explorada, fizeste bem. O dinheiro é importante, mas o bem-estar mental chega a ser mais! :)

    ResponderEliminar
  14. Decidiste, está decidido. Quem está no convento é que sabe o que lá se passa dentro. Tudo a correr bem para ti. Beijinhos

    ResponderEliminar
  15. Há trabalhos muitos desgastantes mesmo e sem dúvida que há certas coisas que não se pagam, como o nosso bem-estar. Se não te sentias bem, acho que tomaste a decisão certa.
    Espero que corra tudo bem =)
    Rita

    ResponderEliminar
  16. Eu fico parva com a incompetência de certas chefias e patrões nesse país!! Eu que o diga, que lido com um chefe de merda incompetente.
    Fizeste bem sai daí!!

    ResponderEliminar
  17. Acho que fazes muito bem! Se as coisas estavam a ficar como antes, ninguem merece isso!

    ResponderEliminar
  18. Assim sendo, acho que fizeste muito bem. E numa coisa concordo totalmente, o dinheiro não é tudo!

    ResponderEliminar