01/10/2014

Um dia na vida de uma desempregada


É acordar (provavelmente tarde porque se viu tv ou séries até tarde) e não ter grandes objetivos para o dia a não ser enviar currículos.
É procurar em tudo o que é site, jornal, loja,  pessoa conhecida, uma oportunidade de emprego e mandar currículos. 
É não obter resposta a nenhum desses currículos ou ir a uma entrevista que não dá em nada. 
É mandar mails pomposos para sítios pomposos, entregar currículos pessoalmente e ter-se a certeza que fomos ignorados. 
É termos a sensação que o dia não passa. Arrumamos a casa, passamos a ferro, lavamos a loiça, esperamos que algum nosso amigo empregado tenha folga e uma horinha para um café. Raramente têm. Passamos assim o resto do dia a ajeitar a colcha da cama que já foi ajeitada dezenas de vezes. Fazemos zapings por canais que parecem dar sempre o mesmo todos os dias! Vamos ao supermercado, ao shoping, mas já o fizemos tantas vezes que já não há novidade nenhuma para ver ou comprar.
É uma rotina sem propósito, sem futuro à vista, sem objetivos palpáveis. 
É sentirmo-nos julgados por termos 26 anos e sermos desempregados. Por nos sentirmos inúteis e sem valor. 
É sermos gentilmente acusados por falta de esforço mas já termos feito tudo e mesmo assim não existir uma resposta positiva. 
É pensarmos se a culpa é nossa, se não merecemos nós uma importunidade de trabalho digno!
É pensar "como vou eu ocupar o meu tempo vazio amanhã sem dar em maluca?"
É ansiar pelo fim de semana, altura em que quem trabalha está disponível, em que se pode espairecer, sair, passear, estar com pessoas.
É ter vontade de trabalhar, deitarmo-nos todos os dias com a certeza que não se gastou energia nenhuma, sendo preciso dar voltas na cama para adormecer.
 É deitar tarde, bem tarde para que quando acordarmos já tenha passado uma parte do dia...menos uma parte para olhar para o vazio sem o que fazer, menos tempo à espera de respostas que não chegam, menos tempo a pensar no que não se deve...

É começar tudo novamente no dia seguinte sem fim à vista para essa rotina.

31 comentários:

  1. Tens que ter pensamento positivo, não será sempre assim :)

    ResponderEliminar
  2. Como eu te compreendo!! Principalmente onde dizes: 'É não obter resposta a nenhum desses currículos ou ir a uma entrevista que não dá em nada.'

    Mas mais tarde ou mais cedo haverá com certeza uma porta aberta :)
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  3. Há-de chegar a oportunidade que precisas :)

    ResponderEliminar
  4. Percebo-te perfeitamente! Era precisamente assim que eu me sentia quando estava desempregada. Nem mesmo noutro sítio que não fosse a minha área, eu conseguia sequer uma entrevista! Era frustrante. Mas tudo passa, e vais ver que num instante consegues algo :)

    ResponderEliminar
  5. Pensa que é só uma fase na tua vida, vais encontrar alguma coisa com certeza, não vejas telejornais com noticias catastróficas de falta de emprego, etc etc e pensa positivo nesta fase!
    Bj S

    ResponderEliminar
  6. Oh eu sei do que falas, apesar de ter possibilidade, e de estar a fazer alguns trabalhos por conta propria, sinto falta da rotina de dia a dia, de ter o dia cheio, mas enfim...

    Isa M., Tic Tac Living

    ResponderEliminar
  7. É isso. Revi-me em todos os pontos tirando o ir para a cama tarde. Continuo a deitar-me cedo e acordar igualmente cedo. Tenho aproveitado os "vazios" para fazer o que gosto e que quando tiver um trabalho já não vou ter tempo para fazer como ler e fazer exercício, mas ao fim de algum tempo até isso passa a ser "mais do mesmo". Nhe, olha é pensar positivo e pensar que é apenas uma fase.

    ResponderEliminar
  8. Pensamento positivo. O Desempregado que procura emprego activamente é um poço de desalento hoje em dia. Mas o teu dia vai chegar... ele vai chegar.

    ResponderEliminar
  9. Tens tanta razão. Eu senti isso mas pensamento que tudo vai melhorar!

    ResponderEliminar
  10. Muita força. Investe em ti. Investe em solidariedade. Faz-te sentir útil!!

    ResponderEliminar
  11. O dia não passa, mas as semanas voam e fico com a sensação de que não estou a aproveitar devidamente o tempo... e isso não se recupera. É frustrante, mas tudo há-de melhorar. Até lá aproveito para me auto-instruir... como fazer formações interessantes e ainda remuneradas!

    ResponderEliminar
  12. Identifico-me tanto contigo neste momento :/
    Hoje em dia nem com cunha lá vai :(

    ResponderEliminar
  13. Desejo-te a maior sorte do mundo!!! Nem quero imaginar o que é estar nessa situação :P
    "Há males que vêm por bem", comigo acontece sempre isso. Depois desta fase temporária da tua vida, ainda vais entrar numa outra óptima, e que te vai realizar. O que nunca aconteceria se estivesses a trabalhar :)

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  14. Tens de te manter activa e com fé. Arranja algo para fazer entretanto...

    ResponderEliminar
  15. Então, menina? Nada de desanimar, és muito nova! Continua a enviar CV para todo o lado, vão acabar por te responder! O país está em crise, mas as coisas vão melhorar, penso que o pior já passou. Sugiro que pesquises e te inscrevas em fóruns na tua área de formação, têm sempre dicas e por vezes oportunidades :)

    ResponderEliminar
  16. Bem deu-me aqui um nó no estômago ler este post, até porque essa vai ser em breve a minha rotina... e infelizmente também a da minha mãe que perdeu o emprego esta semana :S. Fogo, dias melhores chegarão e vão-se encontrar soluções certamente. Não desanimes!! :)

    ResponderEliminar
  17. Também já andei uns tempos nessa rotina e sei que é bastante frustrante. Mas sei também que isso vai ser temporário certamente e vais encontrar uma boa oportunidade em breve =) Não deixes de acreditar em ti, porque tens muito valor. A situação não é boa para nenhum jovem, mas tenho muita esperança que isto dê a volta e que consigamos dar aos nossos filhos o que os nossos pais nos deram. Força =)
    Da minha parte, também estou disponível para um cafézinho e claro, estás convidada para me vires visitar =)
    Beijinho
    Rita

    ResponderEliminar
  18. O importante é não desistir e não ir abaixo :) Eu entrei recentemente nesse mundo por isso sei como é mas como ainda estou no início ainda tenho coisas a acertar, a fazer e acaba por passar melhor o tempo mas entendo o que dizes e sentes. Boa sorte nessa procura, tu vais conseguir :)

    ResponderEliminar
  19. Vais acabar por encontrar algo!
    Pensamento positivo (:

    ResponderEliminar
  20. Como te entendo.
    Agora não me sinto assim, mas podia ter sido eu a escrever esse texto.
    Uma triste realidade.

    Beijocas

    ResponderEliminar
  21. Podia ter sido eu a escrever isto!
    Acrescentaria a frustração e raiva de cada vez que ouço alguém dizer para não me preocupar com o desemprego porque, afinal de contas, não passo de uma moça de 23 anos, pelo que não me falta tempo para encontrar uma oportunidade e fazer carreira. E até lá, não preciso de dinheiro para a comida, combustível, telemóvel, e, na loucura das loucuras querer, sair da casa dos pais?

    ResponderEliminar
  22. Nunca se pode perder o pensamento positivo, acredita!

    ResponderEliminar
  23. Não penses assim, ainda és muito nova!
    Percebo perfeitamente o que dizes mas pensa positivo por difícil que possa ser...
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  24. Calmaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa;)
    Convém não desesperar!
    Um beijinho*

    ResponderEliminar
  25. Entendo perfeitamente, por pessoas que são próximas e estão na mesma situação. Mas por mais que custe - e nem imagino o quanto custa- não podes deixar que te roubem a esperança e o pensamento positivo. Isso nunca! Porque por mais difícil que seja agora e pareça que a sorte virou as costas, ela voltará a sorrir e vais ver que todo o esforço vai compensar. Tenho a certeza que sim!

    Beijinhooos e muita força!

    http://princesasemtiara.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  26. Calma!!! Eu terminei agora no dia 30 um estágio e começo amanhã num novo trabalho. Nem tive tempo para me organizar. Vou fazer um post sobre essa temática em breve, quero incentivar que passa pelo mesmo. Mas para já deixo uma sugestão, porque não investir numa actividade de tempos livres de que gostes, eu tenho tantas. Fiquei muito feliz por ter tido esta oportunidade, mas se não a tivesse ocupar o tempo não seria um problema.
    Força, de certeza que arranjas algo em breve :) não desesperes e nunca, mas nunca desistas. Boa sorte.

    ResponderEliminar
  27. tb estou nessa fase, meti-me num ginásio para ocupar o tempo. vou todos os dias ao café depois do almoço ler o jornal e caminhar um pouco, volto para casa e é mais do mesmo.

    http://beautyshinewoman.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  28. Percebo-te perfeitamente, porque ainda me encontro nessa fase.
    Criei a Lima Limão, mas como ainda não é muito conhecida, são mais os dias em que não tenho trabalho do que os tenho. No entanto, acredito que a vida se resolve sozinha e todos acabamos por receber aquilo que merecemos. Mais tarde ou mais cedo. Até lá aproveito para cuidar de mim e dedicar-me a 100% ao blog. E a verdade é que, mesmo sem me aperceber, vou aprendendo muito sobre mim e sobre a profissão que escolhi para mim.
    O meu conselho é que não desistas, cuida de ti física e psicologicamente e procura algo pelo qual sejas apaixonada. E quem sabe não se torna a tua forma de sustento?
    Força! Muita força!
    Um grande beijinho
    Cris

    ResponderEliminar