16/11/2014

Dos primeiros dias de trabalho


Eu sei, eu sei sou uma desnaturada! Começo a trabalhar e deixo de cá vir. Já estou no terceiro dia de trabalho. Até agora o saldo tem sido positivo apesar de alguns pontos negativos. Ontem à noite por exemplo fiquei parva. Fiz o fecho da loja e por isso eram 23:00 e eu ia começar a fazer as contas e a separar o dinheiro para poder desligar o pc e tudo o resto. O que aconteceu foi que basicamente toda a gente estava a sair do supermercado a essa hora e resolveram todos ir comprar relógios. Eu deixo o que estou a fazer (pensando eu que a prioridade era atender os clientes e consequentemente vender) e qual não é o meu espanto quando me aparece uma empregada da loja mãe (para ir buscar o dinheiro do dia) e arma um escandalo aos gritos comigo (eram 23:03). Dizia que assim não podia ser, que tinha um filho pequeno e que portanto teria de ir para casa, que estavam dependentes da minha loja e para eu me despachar. Isto tudo na frente dos clientes. Eles educadamente percebendo o que se passava e perguntaram se poderiam comprar ainda. Eu olho para a da loja que fulmina o cliente com os olhos, é mal criada com eles vira as costas e vai embora. Depois volta novamente e já estando sozinhas continua a desanca como se eu tivesse cometido o maior pecado do mundo. Ainda eu estou de boca aberta. Convem com tudo isto dizer que no fim da conversa eram 23:15, uau 15 minutos depois, um escandalo! Tenho de lhe pedir desculpa hoje por não conseguir ser mal criada com o cliente e de fazer que eles não existem...
Fora isso tem corrido bem. Os colegas são porreiros, os clientes também. É um trabalho onde há sempre o que fazer e ao mesmo tempo não há grandes stresses. Aos poucos vou vos pondo a par de como as coisas estão a correr...Bom resto de fim de semana!

26 comentários:

  1. Tenho pena é da criança dela, que criada por uma mãe assim, há-de ser muito bem educadinha! Besta.

    ResponderEliminar
  2. Eu acho que quando a apanhasse sozinha lhe dava uma descasca ! Esta gente sinceramente, só está bem a rebaixar os outros. Se tem um filho e se se preocupa tanto com ele, se calhar devia arranjar um trabalho das 9h às 17h -.-

    ResponderEliminar
  3. Não desanimes ;) o importante é que tenhas feito o teu trabalho. Beijinhos e bom domingo.

    ResponderEliminar
  4. Ela claramente não estava a pensar da mesma forma que tu, que vender é bom...deixa lá,há sempre pessoas dessas.

    ResponderEliminar
  5. É o tipo de pessoa que não está bem, e descarrega em tudo que mexe! Além disso, é parva! O mais importante é o cliente, é vender, se não compreende isso, está no ramo errado! Paciência! :)*

    ResponderEliminar
  6. Que mulher horrenda e ordinária!!! Era bom poder meter esse tipo de gente na ordem :P

    ResponderEliminar
  7. É pá credo! Eu até percebo que existem pessoas desejosas de ir para o pé dos filhos, mas daí a descarregarem em colegas sem culpa... Enfim há gente pra tudo...
    Daqui a nada ja fazes tudo com uma perna às costas ;)

    Bjks***

    ResponderEliminar
  8. Eu tive uma experiência do gênero, o engraçado foi o patrão na entrevista dizer que não sabia o porque se nunca conseguir que lá ficasse alguém a trabalhar... a culpa era da esposa mesmo que tratava mal e humilhava toda a gente e eu como as outras mandei-a dar uma volta

    ResponderEliminar
  9. Imagina se trabalhasses à comissão nas vendas... Essa moça precisa de um workshop de vendas :))

    ResponderEliminar
  10. Parece que te calhou uma daquelas colegas que todos adoramos ;)

    ResponderEliminar
  11. Não ligues a descompensadas dessas, és a maior Pretty :)

    ResponderEliminar
  12. E anda por aí tanta gente que adoraria trabalhar mais 15 minutos por dia...porque era sinal que tinham emprego. Fizeste muito bem. Bjs

    ResponderEliminar
  13. =O Toda a gente que trabalhar em sitios que impliquem vendas sabem que o mais importante é atender os clientes, tiveste mm sorte com essa senhora.
    Boa sorte =)
    *

    ResponderEliminar
  14. eu sei e amor não vai faltar :p mas dinheirinho é sempre preciso, quer de tudo bom depois para o meu futuro pequeno. agora ainda tenho a família a ajudar nas despesas do meu coelho, e mesmo assim vacinas e tudo fica barato mas é preciso e custam dinheiro né :/
    tem uma boa semana! e bom trabalho, desejo-te sorte :)

    ResponderEliminar
  15. Porra a mulher é louca?! Isso é das piores coisas que se deve fazer ainda por cima em frento dos clientes, nem sei como é que ela ainda tem o negócio aberto...

    Bjxxx

    ResponderEliminar
  16. ahahah, há pessoas que não têm a mínima noção de prioridades de quando se está no atendimento ao público. Enfim...tem paciência!

    ResponderEliminar
  17. Há com cada uma...viva o profissionalismo! Essa senhora devia ser denunciada aos big bosses quando vieres embora :p

    http://world-of-wanderlust.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  18. Ah.... hão-de vender muita coisa assim, realmente... Acho que às vezes há pessoas que se esquecem de onde vem o ordenado que recebem.

    ResponderEliminar
  19. Vim ler... sabes o que era giro? Era alguém enviar uma mensagem para a gerência, como cliente, a reclamar da situação.... :)

    ResponderEliminar
  20. Tremenda falta de ética, quer a nível profissional como interpessoal.

    ResponderEliminar
  21. Acho que fizes-te bem. Eu fazia o mesmo, foram 15 minutos que possivelmente deram dinheiro a ganhar à loja. :D Não compreendo...

    ResponderEliminar
  22. vi o comentário da Gata e concordo com ela. Queres que mande mail? ;)

    ResponderEliminar
  23. Já sei o que se passou a seguir, porque li o outro post primeiro, e continuo com a mesma opinião, fala com alguém responsável e conta a tua versão da história.

    ResponderEliminar
  24. Sinceramente, acho que a regra de boa educação mesmo que passe da hora de fecho é atender os clientes. Com essa peixeirada devem ter-se sentido incomodados e com má impressão dela. Falo isto porque no verão trabalho numa loja e algumas vezes fecho mais tarde porque há clientes a entrar....

    ResponderEliminar